Venezuelanos volta para casa

Uma olhada nos números da própria Organização das Nações Unidas mostra que hoje, há muito mais colombianos e brasileiros na Venezuela do que venezuelanos na Colômbia ou no Brasil.

Enquanto a mídia a mando dos Estados Unidos transforma em “crise humanitária” a migração de venezuelanos para países vizinhos, outros tantos sonham em voltar para seu país, por não suportarem as condições de vida e trabalho nos países para onde migraram em busca de vida melhor. Por conta disso, nessa semana o governo venezuelano disponibilizou um avião para trazer de volta para casa dezenas de venezuelanos que estavam no Peru. Como a Venezuela tem sofrido desde 2015 uma guerra econômica, com a ação criminosa de empresários escondendo comida, remédios e provocando escassez, muita gente decide pegar as trouxas e sair do país. Essa migração tem sido bastante incentivada pelas forças oposicionistas do governo Maduro e por conta disso se disseminam […]

Este ensayo de interpretación hace revisión de los alcances y las contradicciones de la experiencia chavista en Venezuela, así como la situación reciente del gobierno de Maduro. En casi más de dos décadas, el proceso reformista del chavismo logró importantes conquistas sociales y democráticas, pero la deficiente gestión burocrática y económica del país y la crisis de su modelo rentista-dependiente han eliminado dichos avances. En efecto, el antagonismo social de clase, como forma de producción y organización de la vida material, social y política en una formación social, ha dado lugar a una serie de conflictos en ascenso dentro y fuera del sistema político venezolano.

Maduro ou o príncipe? Do que não se diz

O que define as ações dos governos dos países centrais é a expansão do capitalismo. Ocupar novos territórios para acumular mais capital. A guerra é fundamental para isso.

O governo dos Estados Unidos insiste em criar na América Latina um espaço de guerra e destruição. Vem tentando desestabilizar a Venezuela desde 2002, sem sucesso. Agora, com o novo secretário de Estado, o tiranossauro “Rex”, começa com as ameaças de intervenção militar. Quer, com isso, fazer brotar uma “primavera” latino-americana aos moldes da que plantaram no Oriente Médio, quando destruiram vários países em nome do que chamam hipocritamente de “democracia”. Muitos desses países tinham governos nacionalistas e avançavam no bem estar à sua população. Hoje, as cidades estão em escombros.  A derrubada desses governos fez eclodir a ação de grupos fundamentalistas – financiados pelos EUA e países europeus – e, um deles, o Estado Islâmico, ficou tão forte e […]

El recurso fácil de la tiranía

La concentración del poder es una enfermedad que solo se cura con justicia y democracia.

Una auténtica democracia tiene un sistema de pesos y contrapesos gracias al cual se produce un equilibrio saludable entre la voluntad del pueblo soberano y la de sus representantes en los estamentos del Estado, del gobierno y de las organizaciones del sector civil; un sistema en el cual no existen polos de poder absoluto contra cuyos excesos la ciudadanía sea impotente por no contar con los mecanismos para intervenir. Ese ideal de democracia parece no existir. De hecho, actualmente se vive un anti sistema impuesto por los países dominantes, caracterizado por extrema codicia, abuso y privilegios destinados a convertir a un pequeño círculo de políticos y empresarios en auténticos emperadores. El mundo actual, por lo tanto, es un campo abierto […]

Venezuela e sua caminhada pela soberania popular

Nos meios de comunicação chamam Maduro de ditador, mas se recusam a participar da Constituinte, que seria uma boa oportunidade para eleger seus delegados, comprovando assim que a maioria está com eles.

A semana que passou foi rica em novos acontecimentos na Venezuela, que hoje é o centro das atenções do imperialismo. Destruir a proposta bolivariana aparece como fundamental para quebrar a espinha de uma série de propostas na América Latina e no Caribe, com rasgos nacionalistas. Afinal, falar em defender a nação, ou em fortalecer a Pátria Grande soa como uma ameaça ao poder imperial exercido pelos Estados Unidos. Basta uma olhada na história e já podemos ver que qualquer governo que se preocupe com soberania nacional sofre imediatamente o ataque. Exemplos recentes são os países árabes que viram florir uma “primavera” de revoltas, as quais foram imediatamente incorporadas pelos Estados Unidos, garantindo a queda de líderes nacionalistas e a destruição […]

Venezuela resiste e avança

Ano após ano vem tentando derrubar as conquistas do governo bolivariano e a Constituição que expressou e expressa a vontade popular.

Nas últimas semanas a oposição venezuelana desferiu mais um ataque contra o governo bolivariano, de novo incitando a população à violência para desestabilizar ainda mais a situação do país, já bastante golpeado com a guerra econômica provocada pela mesma burguesia nacional, que sonha voltar ao poder. As marchas dos “esquálidos” – como são chamados os opositores – apostaram no uso da tática dos ataques violentos pontuais. Grupos de jovens, armados de coquetéis molovov, paus e pedras, trancaram ruas, queimaram prédios públicos e chegaram a atacar um hospital infantil. A ordem era tocar o terror. Mas, as ações violentas, em vez de deixar a população acuada, teve efeito contrário. Em resposta aos ataques da oposição, os que apoiam a revolução bolivariana […]