Vicente Miña - 2

Vicente, nacido en Alicante, España, el 18/02/1976, es estudiante de Bellas Artes. En el año 2018 realizó una pasantía de intercambio estudiantil en la Facultad de Artes de la Universidad de la República (Udelar), Uruguay. Llegó a Montevideo con la Beca Santander Iberoamérica de Grado, España desde su Facultad de Bellas Artes de la Universidad Miguel Hernández. Es Fotógrafo y tiene una carrera de más de 15 años, actualmente desarrolla un proyecto artístico y de investigación sobre los temas de la memoria y el pasado reciente.  Es un proyecto artístico multidisciplinar y colectivo que tiene por título Memoria, sitios y derivas, trata sobre la recuperación de la memoria individual, histórica y colectiva en sitios que han sufrido dictaduras, golpes de […]

Agustín Míguez

Agustín es estudiante de Arquitectura. En el año 2018 realizó una pasantía de intercambio estudiantil en la Facultad de Artes de la Universidad de la República (Udelar) en Montevideo, Uruguay. De manera personal, asistió a la Fundación de Arte Contemporáneo, trabajó en colaboración con artistas de renombre de la escena uruguaya, participó en dos colectivos de Arte Queer y en la organización de la muestra Sucesa

Henrique Walter Ribeiro

Henrique Walter Ribeiro Brasileiro, nascido em 27/04/1992, mora em Santa Maria, RS, BR. Henrique é um estudante de artes. Em 2018, ele realizou um estágio de intercâmbio estudantil na Faculdade de Artes da Universidade da República (Udelar) em Montevidéu, Uruguai. No Brasil, Henrique está cursando Artes Visuais (Bacharelado em Desenho e Plástica) na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Rio Grande do Sul, Brasil. Henrique vem de uma família classe média tradicional brasileira. Além de seus pais, Adelar (52) e Antonia Ribeiro (47), possui uma irmã caçula, Daniele Ribeiro (23). Possui um ambiente familiar, nas palavras dele, “tranquilo e amável”, que, na medida do possível, impulsiona/apoia seus sonhos/projetos.   Quais foram os motivos que levaram você a fazer o seu […]

redes de intercambio estudiantil - Isamar 2

El trabajo que integra las acciones de cooperación internacional se canaliza fundamentalmente para contribuir a los objetivos del movimiento de internacionalización que se produce en las Universidades en el mundo. Detrás de estas actividades existe una compleja trama de redes constituida por organismos internacionales y agencias de países, dispuestas a colaborar para la recuperación de los niveles de investigación y de recursos humanos calificados.

A horrível verdade de ser um ser um professor negro nos Estados Unidos da América

Ler o ódio racista branco pode ser traumático. Ouvir o ódio racista branco intensifica o impacto. Ouve-se a inflexão da voz, seu volume, seu nervosismo e ódio, seu terror.

Racismo, endorracismo y xenofobia en Iberoamerica

Para esses escritores, “um professor preto” é um oximoro. Um preto é um preto, incapaz de raciocinar. Kant, Hegel e Jefferson fizeram cada um deles alegações semelhantes sobre os negros serem pessoas privadas da racionalidade. Talvez eu esteja apenas repetindo (como Hume disse sobre os negros) o que eu já ouvi.

Perspectivas e desafios para a educação superior na América Latina e o Caribe

Entrevista com Roberto Leher, Reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com comentários de Mário Luiz Neves de Azevedo

Roberto Leher

Nesta entrevista com respeitado intelectual na área de Educação Superior e reitor desde 2015 da maior e uma das mais antigas universidades públicas brasileiras, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o Prof. Roberto Leher discorre sobre os preparativos da comissão de reitores da Asociación de Universidades Grupo Montevideo (AUGM) para a III Conferência Regional para a Educação Superior (CRES/2018) e trata das perspectivas e dos desafios que se manifestam na atual conjuntura da educação superior no Brasil, na América Latina e no mundo. Também complementa informações advindas de sua participação na referida Conferência. Sua fala envolve aspectos como a concepção de educação superior como bem público e direito humano fundamental social e individual; a mercantilização do setor; o papel de organismos internacionais nos rumos da educação superior mundial; a ciência e o desenvolvimento; a “internacionalização” ou “transnacionalização” da educação superior;” a importância da CRES para o futuro da universidade e o papel da participação e da mobilização estudantil nesse cenário.