Elaine Tavares

A Assembleia Nacional da Venezuela, aproveitando-se da ausência do presidente Nicolás Maduro, chamou uma sessão extraordinária em pleno domingo, e preparou um golpe parlamentar para derrubar o primeiro mandatário da nação. Indignados com a negativa do poder eleitoral em realizar um referendo revocatório do mandato, acusam o presidente de golpe e, para finalmente tirá-lo do caminho, acusam-no de quebrar as regras constitucionais. O fato é que a oposição não conseguiu recolher as assinaturas necessárias para a realização do referendo, apresentando uma documentação recheada de irregularidades e fraudes. Há dois anos que a oposição tenta derrubar Maduro pelo caminho da chantagem econômica, abrindo contra ele uma guerra, na qual escondem produtos e provocam a escassez de alimentos e outros artigos de […]

Comunidade 23 de janeiro

Ainda durante o governo de Hugo Chávez, a revista Veja, espaço de lixo jornalístico brasileiro escreveu o seguinte texto: “A Venezuela era, até o final do século XX, uma exceção na América Latina. Durante quatro décadas, entre 1958 e 1998, o país foi um exemplo de estabilidade política e de democracia no meio de um continente mergulhado em ditaduras militares. Seu relógio político obedecia a um fuso horário diferente do de seus vizinhos”. Para o escriba anônimo da Veja, depois de 1998 teve início, então, a “ditadura chavista”. Até ali era a paz. Mentira. A Venezuela antes de Chávez era um país dominado por meia dúzia de famílias que enriqueciam por conta do petróleo. A maioria da população vivia na […]

Elaine Tavares

O dia primeiro de setembro está reivindicado pela direita venezuelana como um dia nacional de protestos. O líder da oposição, Henrique Capriles, que é também governador do estado de Miranda, tem ocupado de maneira ostensiva os meios de comunicação comercial – jornais e televisão –  para chamar a população para rua contra o governo de Nicolás Maduro, inclusive aqueles que vivem no exterior. A marcha tem como objetivo exigir mais rapidez na realização do plebiscito que propõe revogar o mandato presidencial. Como se sabe, na Constituição venezuelana, o poder mais importante e decisivo é o poder popular e a população – com 20% de assinaturas – pode exigir plebiscitos sobre qualquer tema. A direita venezuelana, depois de várias tentativas de golpes frustrada […]