Ultrapassando limites, desfazendo fronteiras: a literatura marginal brasileira e suas práticas na contemporaneidade

Contenido principal del artículo

Mauricio Pedro da Silva

Resumen

O objetivo deste artigo é analisar a chamada literatura marginal, observando aspectos de suas gênese e formação, bem como elementos que a tornam componente de um movimento cultural de afirmação identitária e resistência política, localizado sobretudo nas periferias dos grandes centros urbanos.

Detalles del artículo

Citas

ABRAMOVAY, Mirian et alii. Gangues, Galeras, chegados e Rappers: Juventude, Violência e Ciadania nas Cidades da Periferia de Brasília. Rio de Janeiro, Garamond, 1999.

BOSI, Alfredo. "Poesia Resistência". O ser e o tempo da poesia. São Paulo, Cultrix/Edusp, 1977, p. 139-192.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues & ASSUMPÇÃO, Raiane. Cultura Rebelde. Escritos sobre a Educação Popular Ontem e Agora. São Paulo, Instituto Paulo Freire, 2009.

CAMARGOS, Roberto. Rap e política. Percepções da vida social brasileira. São Paulo, Boitempo, 2015.

CANCLINI, Nestor García. A sociedade sem relato. Antropologia e estética da iminência. São Paulo, Edusp, 2012.

CÂNDIDO, Antonio. “Dialética da Malandragem (Caracterização das Memórias de um Sargento de Milícias)”. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, São Paulo, No. 08: 67-89, 1970.

_____. Formação da Literatura Brasileira: Momentos Decisivos. Belo Horizonte, Itatiaia, 1981.

COSTA, Eliane e AGUSTINI, Gabriela (orgs.). De baixo para cima. Rio de Janeiro, Aeroplano, 2014.

COUTINHO, Eduardo. Literatura comparada. Reflexões. São Paulo, Annablume, 2013.

DALCASTAGNÉ, Regina. “Sombras da Cidade: O Espaço na Narrativa Brasileira Contemporânea”. Ipotesi. Revista de Estudos Literários, Juiz de Fora, Vol. 07, No. 02: 12-28, jul.-dez. 2003.

_____. "Vozes na sombra: representação e legitimidade na narrativa contemporânea”. In: DALCASTAGNÉ, Regina (org.). Ver e Imaginar o Outro. Alteridade, Desigualdade, Violência na Literatura Brasileira Contemporânea. Vinhedo, Horizonte, 2008, 78-107.

DELEUZE, Gilles & GUATTARI, Félix. Kafka: Por uma literatura menor. Belo Horizonte, Autêntica, 2014.

DIAS, Ângela Maria Dias “Cenas da crueldade: ficção e experiência urbana”. In: DALCASTAGNÉ, Regina (org.). Ver e Imaginar o Outro. Alteridade, Desigualdade, Violência na Literatura Brasileira Contemporânea. Vinhedo, Horizonte, 2008, p. 30-40.

DÍAZ, Esther. A filosofia de Michel Foucault. São Paulo, Unesp, 2012.

DOMINGOS, Ricardo Ibrhaim Matos. "Mal de cooperifa: a criação de um arquivo na literatura marginal". Landa, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Vol. 3: 129-142, 2015.

FERREIRA, Tailze Melo. “Realismo, Cânone e Exclusão na Literatura Brasileira Contemporânea”. Revista de Letras, São Paulo, No. 44 (1): 113-122, 2004.

FOUCAULT, Michel. A Ordem do Discurso. São Paulo, Loyola, 2008.

FREIRE, Paulo. Conscientização. Teoria e Prática da Libertação. São Paulo, Centauro, 2001.

_____. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 2010.

GADET, Françoise e HAK, Tony (orgs). Por uma Análise Automática do Discurso. Uma Introdução à Obra de Michel Pêcheux. Campinas, Unicamp, 1993.

GANS, Herbert . Cultura popular e alta cultura. Uma análise e avaliação do gosto. São Paulo, Edições Sesc, 2014.

GOHN, Maria da Glória. Não-fronteiras: universos da educação não-formal. São Paulo, Itaú Cultural, 2007.

_____. Educação Não Formal e o Educador Social. São Paulo, Cortez, 2010.

GUINZBURG, Jaime. Crítica em tempos de violência. São Paulo, Edusp, 2012.

HUNGRIA, Camila & D`ELIA, Renata. Os dentes da memória. Piva, Willer, Franceschi, Bicelli e uma trajetória paulista da poesia. Rio de Janeiro, Azougue, 2011.

HUTCHEON, Linda. Poética do Pós-Modernismo. História, Teoria, Ficção. Rio de Janeiro, Imago, 1991.

JAMESON, Frederic. A Cultura do Dinheiro. Ensaios sobre a Globalização. Petrópolis, Vozes, 2002.

MOASSAB, Andréia. Brasil periferia(s): a comunicação insurgente do hip-hop. São Paulo, Educ, 2011.

NASCIMENTO, Érica Peçanha. Vozes Marginais na Literatura. Rio de Janeiro, Aeroplano, 2009.

NASCIMENTO, Jorge. "As margens nos meios: Rap, 'Literatura Marginal', mídias". In: ALMEIDA, Júlia; MIGLIEVICH-RIBEIRO, Adelia; GOMES, Heloisa Toller (orgs.). Crítica Pós-Colonial. Panorama de Leituras Contemporâneas. Rio de Janeiro, 7Letras, 2013, p. 344-364.

OLINTO, Heidrun Krieger. Histórias de Literatura. As Novas Teorias Alemãs. São Paulo, Ática, 1996.

PATROCÍNIO, Paulo Roberto Tonani do. Escritos à Margem. A presença de autores de periferia na cena literária brasileira. Rio de Janeiro, 7Letras/Faperj, 2013.

PEREIRA, Victor Hugo Adler. "O inventário e a atualização dos traumas urbanos na literatura e na cena cultural brasileira". Revista Eletrônica Literatura e Autoritarismo, Universidade Federal de Santa Maria, No. 19: 01-21, jan.-jun. 2012.

PEREZ, Vyrna Valença e PRZYBYLSKI, Mauren Pavão. "A relação contracultura e literatura periférica nos grupos de jovens das favelas brasileiras: diálogos possíveis". Boitatá. Revista do GT de Literatura Oral e Popular da ANPOLL, Londrina, No. 21: 100-115, jan.-jun. 2016.

REYES, Alejandro. Vozes dos porões. A literatura periférica/marginal do Brasil. Rio de Janeiro, Aeroplano, 2013.

ROCHA, Janaína. “Rapensando”. In: OLIVEIRA, Solange Ribeiro et alii. Literatura e Música. São Paulo, Senac/Itaú Cultural, 2003, p. 135-157.

ROCHA, Janaína; DOMENICH, Mirella; CASSEANO, Patrícia. Hip Hop: A Periferia Grita. São Paulo, Fundação Perseu Abramo, 2001.

ROCHA, João Cezar de Castro. “A guerra de relatos no Brasil contemporâneo. Ou: a “dialética da marginalidade”. Letras, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, No. 28/29: 153-184, jan.-dez. 2004.

SALLES, Ecio. Poesia Revoltada. Rio de Janeiro, Aeroplano, 2007.

SILVA, Mário Augusto Medeiros da. A descoberta do insólito: literatura negra e literatura periférica no Brasil (1960-2000). Rio de Janeiro, Aeroplano, 2013.

SOARES, Magda. Alfabetização e Letramento. São Paulo, Contexto, 2003.

SPIVAK, Gayatri Chakravorty. Pode o subalterno falar? Belo Horizonte, Editora UFMG, 2012.

TEPERMAN, Ricardo. Se liga no som. As transformações do rap no Brasil. São Paulo, Claro Enigma, 2015.

ROSENFELD, Anatol. "Reflexões sobre o Romance Moderno". Texto/Contexto. São Paulo, Perspectiva, 1973.

SCHOLLHAMMER. Karl Erik. Cena do crime. Violência e realismo no Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2013.

_____. Ficção Brasileira Contemporânea. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2009.

WALTY, Ivete Lara Camargos. A rua da literatura e a literatura da rua. Belo Horizonte, Editora UFMG, 2014.

WATT, Iam. "Réalisme et forme romanesque". In: BARTHES, Roland et alii. Littérature et Réalité. Paris, Seuil, 1982, p. 11-46.