Call for Papers Iberoamérica social: Revista-rede de estudos sociais Ano 6 Núm. XI

inglesSpainRacismo, endorracismo e xenofobia na Iberoamérica

Call for Papers XI - PorO processo de colonização europeia na América afetou os processos sócio-organizacionais, econômicos, tecnológicos e de relações de vários grupos étnicos em uma escala mundial. O denominado “encontro de mundos” garantiu as bases para a auto-definição do europeu como referência para a humanidade, que então se ergueu como o sujeito ético e epistêmico por excelência. Neste contexto se desumanizaram, racializaram e inferiorizaram a todos aqueles que foram considerados como não-europeus, o que serviu como justificação para a escalada de crimes sem precedentes. A população indígena da América foi violentamente dizimada no que se deve compreender como um ato de genocídio, em complemento à população africana que foi sequestrada, transportada, comercializada e escravizada para permitir explorar os recursos do chamado continente americano. Porém esta subalternização dos grupos racializados não desapareceram com os processos de independências nacionais ou de abolição de escravaturas. Pelo contrário, estas concepções se fortaleceram e foram naturalizadas, tecendo novos mecanismos através dos quais mantém-se estas práticas acrescidas de impunidade.

Considerando a narrativa que nega veementemente a discriminação racial nas sociedades contemporâneas, na atualidade as populações indígenas, africanas e afrodescendentes continuam encontrando o racismo, o endorracismo e a xenofobia na Iberoamérica; o que se aprofunda de tempos em tempos perante os processos de empoderamento destas populações, o reagrupamento de setores conservadores e extremistas, assim como, pelos processos migratórios empreendidos por aqueles sujeitos racializados oriundos de continentes e espaços que estão submetidos à pobreza e aos conflitos bélicos.

Neste número, intitulado “Racismo, endorracismo e xenofobia na Iberoamérica” nos interessa visibilizar e analisar a partir de uma perspectiva multidisciplinar os processos de racialização que ainda persistem nos países iberoamericanos, como se manifesta a discriminação por motivos raciais na atualidade, em que espaços se realiza, através de quais mecanismos, abaixo que discursos se amparam, como reagem estes sujeitos subalternizados a essa discriminação que lhes é imposta, porém também quais são seus processos atuais de organização e articulação para enfrentar e desconstruir estas múltiplas formas de discriminação racial.

Iberoamerica Social: Revista-rede foi fundada com o objectivo de promover a cooperação para a criação e disseminação de conhecimento entre os países da região ibero-americana, aproveitando a tecnologia que a plataforma digital pode oferecer. É uma publicação semestral de carácter acadêmico e multidisciplinar que excede limites dos estudos sociais em busca de uma ciência social, humana, respeitosa e responsável.

Tem prioridade as temáticas atuais que envolvem, afetam e interessam a sociedade ibero-americana, como a democracia, os direitos humanos, o género, o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável e inclusivo de nossos povos. Portanto, além dos artigos do dossiê principal temático, nós temos um espaço aberto e dedicado para artigos de temática livre.

Os trabalhos podem ser enviados até 30 de setembro de 2018 através da plataforma Open Journal System de Iberoamérica Social. A sua classificação será a seguinte:

Artigos acadêmicos: Seis a dez artigos originais de pesquisa, reflexão ou revisão para o dossiê e uma seção com até seis artigos em temática livre. A extensão máxima é de 10.000 palavras. O sistema de avaliação da revista para todos estes materiais é o denominado como “avaliação por pares do tipo double blind”.

Miscelanea: Seis a oito espaços na seção de miscelânea para resenhas de livros, relatos de experiências de pesquisa, cartas de opinião, ilustrações, fotografias e outras expressões artísticas ou culturais relacionadas com o tema principal do número. Sua publicação está sujeita ao parecer de especialistas em cada campo.

Serão considerados para esta chamada textos escritos em espanhol, português ou inglês.

Iberoamerica Social promove a reflexão inclusiva e produção intelectual. Portanto, nós encorajamos jovens investigadoras e jovens investigadores para participar conosco.

Conhece nossas normas de publicação aqui

O Conselho Editorial

 Traduzido por Priscila Oliveira Silva