Chamada para artigos

Iberoamérica social: Revista-rede de estudos sociais, Ano 9, Núm. XVI

Call XVI - Mundos em movimento e forças instituintes na Ibero-América

SpainMundos em movimento e forças instituintes na Ibero-América

A América Latina foi sacudida em 2019 por uma onda de mobilizações sociais que destacam a força instituinte da comunidade política (o povo em sua heterogeneidade radical) como primeira e última referência dos poderes instituídos. O contexto da pandemia COVID-19 agravou esta situação. Em sua denúncia da corrupção da política e em sua luta contra a restauração conservadora na região durante cinco anos, essas mobilizações visam moldar mundos-outros onde a justiça social, ambiental e cognitiva seja efetivamente possível e onde a dignidade marca o horizonte crítico e ético da política como exercício de poder obediente.

Ao longo de 2019, países como Equador, Haiti, Peru e Bolívia foram palco de greves, manifestações e confrontos contra um poder fetichizado que atua por meio de ajustes neoliberais, violência institucional, golpes de estado e/ou autoproclamações. No entanto, o caso paradigmático tem sido o Chile, onde a força instituinte das massivas mobilizações do último trimestre de 2019 conseguiu se materializar em um novo processo constituinte que reabriu as grandes avenidas que foram tragicamente fechadas com a ditadura de Pinochet em 1973.

Nesse sentido, da Iberoamérica Social propomos um número intitulado “Mundos em movimento e forças instituintes na Iberoamérica” onde são bem-vindos trabalhos que, desde o diversificado campo dos estudos sociais, incidam nos seguintes eixos temáticos:

  • Análise da estrutura socioeconômica e política da América Latina nos últimos anos
  • Genealogia e características das mobilizações sociais
  • Análise das agendas promovidas
  • Estética do protesto
  • Estratégias de comunicação e articulação
  • Estudos de caso e estudos comparativos
  • Teorias dos movimentos sociais
  • Desafios e possibilidades para uma política de libertação

Iberoamerica Social: Revista-rede foi fundada com o objectivo de promover a cooperação para a criação e disseminação de conhecimento entre os países da região ibero-americana, aproveitando a tecnologia que a plataforma digital pode oferecer. É uma publicação semestral de carácter acadêmico e multidisciplinar que excede limites dos estudos sociais em busca de uma ciência social, humana, respeitosa e responsável.

Tem prioridade as temáticas atuais que envolvem, afetam e interessam a sociedade ibero-americana, como a democracia, os direitos humanos, o género, o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável e inclusivo de nossos povos. Portanto, além dos artigos do dossiê principal temático, nós temos um espaço aberto e dedicado para artigos de temática livre.

Os trabalhos podem ser enviados até 25 de abril de 2021 através da plataforma Open Journal System de Iberoamérica Social. A sua classificação será a seguinte:

Artigos acadêmicos: Seis a dez artigos originais de pesquisa, reflexão ou revisão para o dossiê e uma seção com até seis artigos em temática livre. A extensão máxima é de 10.000 palavras. O sistema de avaliação da revista para todos estes materiais é o denominado como «avaliação por pares do tipo double blind».

Miscelanea: Seis a oito espaços na seção de miscelânea para resenhas de livros, relatos de experiências de pesquisa, cartas de opinião, ilustrações, fotografias e outras expressões artísticas ou culturais relacionadas com o tema principal do número. Sua publicação está sujeita ao parecer de especialistas em cada campo.

Serão considerados para esta chamada textos escritos em espanhol ou português.

Iberoamerica Social promove a reflexão inclusiva e produção intelectual. Portanto, nós encorajamos jovens investigadoras e jovens investigadores para participar conosco.

Conhece nossas normas de publicação aqui

O Conselho Editorial

close

¡SUSCRÍBETE A NUESTRO BOLETÍN!

Te prometemos por la justicia social que nunca te enviaremos spam ni cederemos tus datos.

Lee nuestra política de privacidad para más información.