Elaine Tavares

Sempre que se fala em escravidão, vem à mente a cena do negro, acorrentado, vindo para a América nos navios negreiros do século 17 e 18. Naqueles dias, durante o processo de invasão e dominação dos territórios africanos e americanos, esse era o grande negócio. Usar as pessoas como mão de obra barata para a acumulação de riqueza. Portugal e Espanha desbravaram os novos espaços, destruíram as comunidades existentes e implantaram o saque. A Inglaterra dominou a rota e o mercado do tráfico. Tudo era uma grande operação comercial destinada a enriquecer uns poucos. Esse longo processo foi o responsável pela dizimação dos povos originários no chamado “novo mundo”, nossa Abya Yala, e pela desagregação comunitária nos espaços do continente […]

Elaine Tavares

No sistema capitalista de produção a humanidade só tem sentido se estiver a serviço das coisas. Da mesma forma, os trabalhadores em geral só são considerados como produtores de coisas que, por sua vez, farão a riqueza daqueles que são os donos dos meios de produção. A vida da pessoa que produz coisas para os donos das empresas ou das terras não tem a menor significação. Ela só vale enquanto estiver em condições de produzir e gerar lucro. Se não estiver girando essa roda, a pessoa em si não importa. Essa é uma verdade inquestionável dentro do sistema capitalista. E é por isso que pessoas como os índios, por exemplo, não tem a menor importância para quem defende esse sistema. […]

Elaine Tavares

Foram três dias (21,22 e 23 de setembro)  de muita efervescência intelectual na XI edição das Jornadas Bolivarianas que esse ano teve por tema a literatura e a política na América Latina. De maneira bastante original cada um dos convidados foi traçando o paralelo entre as obras literárias de importantes autores latino-americanos e a vida real, o cotidiano nada mágico da grande Abya Yala ( as três américas). No primeiro dia, Victor Moncayo trouxe a obra de Gabriel Garcia Márquez, que, afinal, nada tem de realismo mágico. Toda temática narrada por Gabo, bem como seus personagens, estão completamente inspirados na realidade. A solidão retratada no “Cem anos de solidão” ou no “Ninguém escreve ao coronel” é a típica solidão que […]

Os índios existem e estão em luta! Nas quebradas e nas universidades

Por isso, os povos indígenas brasileiros se levantam em rebelião para defender seus parentes, onde quer que seja, como estão fazendo agora com os Guarani-Kaiowá do Mato Grosso do Sul.

Tem sido assim no Brasil. Índio bom é aquele que fica quietinho na aldeia. Mas, se sai a reivindicar terra, território, direitos, aí a coisa muda de figura. Passa a ser perseguido e, no mais das vezes, é assassinado. Essa é uma prática cotidiana não só no Mato Grosso do Sul, onde hoje se vive um momento de comoção por conta da morte do jovem Simeão, assassinado enquanto bebia água no riacho de uma terra que era dele. Isso acontece na Amazônia, no Rio Grande do Sul, na Bahia e em Santa Catarina. A batalha pela demarcação das terras tem sido grande e dura. A sociedade, contaminada por uma mídia mentirosa e manipuladora, compra o discursos de que há muita […]

Elaine Tavares

Estamos começando agora a caminhada junto aos companheiros e companheiras da Iberoamerica Social e esperamos contribuir com textos  e reflexões sobre Abya Yala (a terra dos esplendor), que é como os índios Kuna chamavam o território conhecido na época da invasão. Nossa proposta é compartilhar saberes e pensares que possam servir de espaço para consolidar a proposta de uma Pátria Grande, esse território unificado das gentes latino-americanas. Vamos trabalhar com o movimento indígena e os tantos outros movimentos sociais e populares que conformam as lutas de Nuestra América. Como jornalista e diretora de comunicação do Instituto de Estudos Latino-Americanos da Universidade Federal de Santa Catarina nosso compromisso é desvelar a vida que se expressa nos caminhos vicinais dessa grande Abya […]