FARC, um novo partido na Colômbia A rotina na montanha não encontra similaridade num espaço onde já não existem as armas, nem a formação continuada, nem todas as atividades culturais e políticas comuns aos acampamentos.

Foram 53 anos de luta armada nas montanhas colombianas, a guerrilha mais antiga da América Latina. Primeiro, chegou como defesa mesmo, das famílias e das comunidades, num país devastado pelo caos político iniciado com o assassinato de Jorge Gaitán. Um exército popular nascido em 1964, em resposta a violência desatada pelo governo sobre a região …

O sete de setembro A liberdade não é uma palavra escrita na parede. Ela é uma práxis, coletiva e comunitária.

O Brasil foi o último país da América do Sul a se independizar da metrópole colonial. E enquanto os demais países tiveram de travar duras batalhas contra a Espanha, aqui nessas terras de invasão portuguesa tudo aconteceu de maneira negociada, coisa de pai para filho. Não que não tivesse havido luta. Elas aconteceram, de maneira …

Os desafios dos trabalhadores na conjuntura brasileira O desafio da classe trabalhadora é dar origem a novas formas de luta. Os tempos mudaram.

Passado pouco mais de um ano do golpe parlamentar/judiciário/midiático que tirou Dilma do governo, o Brasil segue um vertiginoso processo de entrega de riquezas e destruição de direitos. Uma guerra de classes, como diz o economista Nildo Ouriques, das mais violentas, na qual a proposta fundamental é aprofundar a exploração dos trabalhadores para gerar mais …

Luta contra o marco temporal Praticamente 300 pessoas se apossaram de quase 70% do território.

Hoje o Supremo Tribunal Federal (STF) discute a constitucionalidade de um decreto (Decreto 4887 de 2003) efetuado no governo Lula sobre  os quilombolas e os indígenas, que garante direitos e participação nos processo de demarcação e reconhecimento dos territórios.  A tese contra o decreto é a do Marco Temporal, que determina que só as comunidades …

Quem é o inimigo Para os que estão sob o comando da ideologia só os pobres podem ser ruins, perversos, criminosos, violentos, inúteis.

O sistema capitalista de produção é uma máquina de ódio e sobre esse sentimento se sustenta. Sua principal arma – que mantém a maioria das gentes sob seu comando – é a invenção de que o inimigo de cada um é outro. A pobreza, a miséria, a dor, a desgraça, a fragmentação, a doença, nada …

A tragédia da comunicação A programação da TV é inteirinha uma fábrica de mentiras, capaz de tornar belo o que há de mais terrível e transformar em demônio o que há de mais belo.

Sou jornalista. Eu confesso. Então, por essa deformação profissional, sou obrigada a ficar sempre ligada naquilo que os grandes meios produzem. Afinal, são eles os que ainda conformam o consenso na sociedade brasileira. Assim, assisto o Jornal Nacional, o da Band, o da Record e o do SBT. Neles, mudam os apresentadores, mas o modelo …