O martírio de Julian Assange

Um martírio que dura anos, simplesmente porque ele decidiu contar ao mundo a verdade sobre os crimes de guerra dos Estados Unidos e sobre os podres que vivem debaixo dos tapetes dos poderosos do mundo.

Henry NichollsReuters

Não causa surpresa que o julgamento que definirá a extradição ou não de Julian Assange para os Estados Unidos esteja passando em brancas nuvens na imprensa comercial. Afinal, Assange é um pária, ele fez o que nenhum desses órgãos de imprensa é capaz de fazer: trabalhar com a verdade dos fatos. Jornalista raiz, como há tempos não se vê. Logo, é natural que se silencie sobre essa presença inoportuna no mundo moderno, no qual a mentira é elemento básico. Craig Murray, ativista britânico pelos direitos humanos que está acompanhando o caso em Londres, é um dos poucos que tem repassado informações sobre o que acontece dentro do tribunal, já que os jornalistas parecem se importar muito pouco com o destino […]

Brasil reafirma apoio aos EUA contra a Venezuela

Para os Estados Unidos, qualquer tentativa de soberania por parte de um país que esteja na sua zona de domínio é logo vista como um grande perigo e enfrentada como tal.

Brasil reafirma apoio aos EUA contra a Venezuela

O Secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeu, esteve nos países aliados da América Latina na última semana em mais uma rodada de discussões sobre a Venezuela. A intenção foi mostrar ao governo Maduro que o império está se mexendo e movendo os pauzinhos para seguir enfraquecendo a Venezuela. Até agora o governo estadunidense já usou o golpe tradicional, em 2001, as ações isoladas da CIA, envenenamento, guerra econômica, roubo do ouro e dos recursos bancários, fixação de uma recompensa pela cabeça de Maduro, tentativas de assassinato e até a criação de um presidente autodeclarado, mas ainda assim não conseguiu seu intento de colocar a velha elite dominante no poder. Quando a América Latina tinha mais governos de cunho […]

Eleições legislativas na Venezuela

As eleições de dezembro vão funcionar como um termômetro na política da Venezuela.

Eleições legislativas na Venezuela 1

A Venezuela deverá passar por eleições no próximo dia seis de dezembro quando a população deverá escolher a nova Assembleia Nacional, elegendo os 277 deputados que a compõe. A novidade é que a oposição, que vinha boicotando as eleições, sem delas participar, decidiu que vai disputar as cadeiras. Capriles e Guaidó, as duas mais conhecidas e atuantes lideranças da oposição andaram se bicando nos jornais, com Capriles dizendo que já basta de vivenciar as “loucuras” de Guaidó, as quais resultaram em nada para a Venezuela. Essa decisão provavelmente faz parte das conversas que o ex-governador de Miranda vem tendo com Maduro e que já resultou em um indulto para 110 presos ligados à oposição. Maduro vem preparando a população para o que ele […]

O Brasil e os trabalhadores

Não há como humanizar o capitalismo já que é da natureza desse modo de produção ser assim: para que um viva, outro tem de morrer.

Brasil e os trabalhadores

O Brasil já está quase em 120 mil mortos pela Covid 19 e segue tendo mais de mil mortes por dia, mas esse número já não causa mais nenhuma comoção. As pessoas perderam o interesse no drama da Covid. Já não é mais a sensação da hora. O desconhecido cantor Kauã, que sabe-se lá porque ocupou as telinhas por semanas, saiu do hospital curado e parece que isso inaugura uma nova fase. Na televisão vai escasseando o tema e a vida assume a mesma “normalidade” de sempre. Não existe nenhum novo normal. É tudo como dantes no quartel de Abrantes. Nas redes sociais cresce a discussão sobre as eleições e as gentes vão se preparando para mais essa “festa da democracia” que é oferecida de dois em dois anos, sob o comando do poder financeiro. Ou seja: ganha […]

Os indígenas e a Covid-19 no Brasil

Em cada comunidade, cada aldeia, são sempre os mais velhos os que guardam a memória coletiva dos seus. Eles sabem as canções sagradas, os rituais, eles conhecem os caminhos, as plantas, eles guardam as histórias de luta travadas desde sempre, eles são os guardiões.

Os indígenas e a Covid-19 no Brasil

São mais de 300 povos indígenas no Brasil, talvez o maior número em todo o mundo. São também mais de 200 línguas diferentes faladas pelos cantões desse nosso imenso espaço geográfico. Em cada comunidade, cada aldeia, são sempre os mais velhos os que guardam a memória coletiva dos seus. Eles sabem as canções sagradas, os rituais, eles conhecem os caminhos, as plantas, eles guardam as histórias de luta travadas desde sempre, eles são os guardiões. Quando um desses anciões se vai, é como se uma imensa biblioteca se extinguisse. E daí, o legado esperado e necessário é que ele tenha conseguido passar para as novas gerações toda essa sabedoria, todo esse conhecer. Ainda assim, a perda é grande, e é […]

O Brasil passa das 90 mil mortes, e tudo está bem

O fato é que além do coronavírus, uma boa parte da população brasileira está infectada por informações absurdas e mentirosas, que levam a essas ações irracionais.

Brasil passa das 90 mil mortes

A realidade brasileira é um conto de terror. Se a pessoa assiste ao Jornal Nacional, da Rede Globo, fica chocada com os números da doença causada pelo novo coronavírus. Mais de 90 mil pessoas já morreram, sendo que muitas dessas mortes poderiam ser evitadas, seja tendo um bom sistema de atendimento, seja por uma ação nacionalmente coordenada de prevenção. O Brasil não tem nem um, nem outro. No já combalido Sistema Único de Saúde, o que se destaca é a ação quase heróica dos trabalhadores que fazem o impossível para garantir atendimento e bem estar dos pacientes, mas ainda assim não conseguem fazer milagres e muita gente morre por conta da prosaica falta de um respirador. Os depoimentos de familiares […]