un río como sujeto de derechos

de agua somos. da água brotou a vida. os rios são o sangue que nutre a terra. e são feitas de água as células que nos pensam, as lágrimas que nos choram e a memória que nos recorda. a memória nos conta que os desertos de hoje foram os bosques de ontem, e que o mundo seco costumava ser mundo molhado, naqueles remotos tempos em que a água e a terra eram de ninguém e eram de todos. quem ficou com a água? o macaco que tinha o porrete. o macaco desarmado morreu de uma paulada. se não me engano,  assim começava o filme 2001 uma odisseia no espaço. algum tempo...

¿qué sabes de micaela?

“¿qué sabes de adriana, aída, alejandra, alicia, alma, amalia, amelia o amparo? ¿qué sabes de ana, apolonia, araceli, aracely con i griega o bárbara? ¿qué sabes de bertha, blanca, brenda, brisa, carolina, cecilia, celia, cynthia, clara, claudia o dalia? ¿qué sabes de deisy, domitila, donna, dora, elba, elena o elsa? ¿qué sabes de ellas, de alguna de ellas o de elizabeth, elodia, elva con uve, elvira, emilia o eréndida? ¿qué sabes de ellas, de alguna de ellas, de sus muertes, de sus últimas palabras o de erica, erika con ka, esmeralda, estefanía, eugenia, fabiola, fátima, flor o francisca?” (fragmento do poema “las muertas de juárez”, de carlos aguasaco, que você...

nem que a coisa engrossa

“arroz deu cacho e o feijão floriô / milho na palha, coração cheio de amor…” assim, com um verso da canção-mais-que-linda que você ouve nesta edição, a gente te dá as boas vindas, te abraça-acolhe-convida a viver-sentir-pensar com a terra, com quem cuida da terra com amor. porque enquanto tem tanta gente aí matando quem cuida da terra, os povos que dela cuidam continuam semeando, plantando vida… abril começa agora: vermelho, indígena, indignado. mas começa também com boas colheitas como esta: “nem que a coisa engrossa”. confira xs artistas desta edição...

palavra-poesia

las palabras hacen trampa. nos enganam, desafiam, desatinam. mas palavras são também amparo, tronco na correnteza, tábua de salvação. nesta edição, celebramos a palavra poética e a palavra cantada. você ouve a voz de poetas de diferentes latitudes e celebra com a gente um pouco do tanto que podem as palavras. boa poesia pra...

skafrocubanjazz

ska com jazz. ska com cha cha cha, com funk e rock. botar cachaíto com seu contrabaixo pra brincar no estúdio com um sampler. bailar um cha cha ska. viver-bailar quem sabe um skafrocubanjazz. nesta edição, algumas destas e outras deliciosas combinações. confira xs artistas e as canções desta edição Fonte:...