negra tenía que ser

latitudes latinas

negra tenía que ser25/07/2015


negra tenía que ser

tinha que ser negra! e linda e guerreira! nesta edição a gente celebra com você o dia da mulher negra latino-americana e caribenha. nesta mesma data (25 de julho) celebra-se também na guatemala, o dia nacional da mulher garífuna. e na trilha sonora deste dia você ouve lindas vozes e cantos garífuna, além de embarcar com a gente num passeio musical por nossas negras e femininas latitudes. e tem mais: poemas na voz da costariquenha shirley campbell barr e da baiana livia natalia.

 

me gritaron !negra!

“me gritaron negra!” é um poema composto e interpretado por victoria santa cruz no cd ritmos y aires afro-aperuanos. a cantora peruana trabalhou pela valorização das tradições musicais e culturais das populações negras no peru. em 1959, ela fundou, junto a seu irmão nicomedes santa cruz, o grupo cumanana, que rendeu a victoria algumas premiações. em 1966, funda o grupo “teatro y danzas negros del perú, revitalizando danças como a zamacueca, o alcatraz e o zamba-landó.

merua

a canção “mérua” é interpretada por chella torres & desere diego e faz parte do cd umalali – the garifuna women’s Project (2008). este projeto é resultado da pesquisa feita por iván durán, um jovem produtor de belize, nas comunidades garífunas, da américa central. durante 10 anos, ele pesquisou e compilou canções tradicionais que versam sobre o modo de vida das/dos garífunas.

barubana yagien

“barübana yagien” uma é canção interpretada por silvia blanco para o cd umalali the garifuna women’s Project (2008). os garífunas são resultado do processo de miscigenação entre os africanos escravizados e indígenas durante o período colonial. eles habitam comunidades do litoral de honduras, belize, guatemala e nicarágua. os garífunas também vivem nos estados unidos devido ao processo migratório. assista ao vídeo em que mostra o processo de gravação das canções.

fuleisei (favours)

interpretada por silvia blanco, a canção “fuleisei (favours)” também faz parte do cd umalali the garifuna women’s Project (2008). todas as canções são cantadas em língua garífuna pelas mulheres que fazem parte das comunidades.

flor de verano

composta e interpretada por catalina quintero, esta canção faz parte do cd marimba magia. catalina quintero faz parte do grupo equatoriano katanga.

nanita

interpretada pela panamenha yomira johns e pelo percussionista guatemalteco lenin fernandez, ambos integrantes de la orquesta de la papaya, “nanita” faz parte do cd tierra de la dulce espera.

sirena lanza

criado em 2005, entre mujeres é um projeto de música translocal, realizado por mulheres chicanas/latino-americanas, que vivem nos estados unidos, e jarochas e mexicanas, que vivem no méxico. elas propõem comunicar através das canções ideias e diálogos protagonizados por essas mulheres. A canção “sirena lanza” integra o repertório do projeto mujeres: translocal musical dialogues.

a que muevan la cola (alcatraz)

“a que muevan la cola” é um alcatraz, divertida dança sensual derivada do “festejo” e que utiliza violão, cajón, güiro e palmas. a canção é interpretada por victoria santa cruz, compositora, autora teatral, folclorista e coreógrafa. assista a coreografia do alcatraz no musical la magia del ritmo, dirigido por Victoria santa cruz.

el mohan

do disco canto palo y cuero (2009), da colombiana martina camargo. divulgadora da tambora, martina camargo traz em suas canções as influências das tradições culturais de seu povoado, san martín de loba, banhado pelo rio magdalena. neste disco, o repertório inclui ritmos como a tambora alegre e a guacherna.

cantico tradicional afrocubano / belen cochambre

“cântico tradicional afrocubano/ belen cochambre” faz parte do novo cd da cantora baiana virgínia rodrigues, intitulado mama kalunga (2015). esta canção foi compilada e adaptada pela cantora peruana susana baca, que faz uma participação especial nesta versão.

va cuidar de sua vida
 

a canção “vá cuidar de sua vida”, composta por geraldo filme, ganha a interpretação de virgínia rodrigues no cd mama kalunga(2015). a canção faz uma crítica, em ritmo do samba de roda, ao preconceito racial existente na cultura brasileira.

baho kende y palo mayimbe

baho kende y palo mayimbe

são faixas  do cd afrodiáspora, da cantora peruana susana baca. em seu repertório, susana baca tem destacado as tradições da música afro-peruana. nascida na vila costeira de chorrillos, onde fundou o instituto negro, ela tem contribuído para difusão da cultura afro-peruana pelo mundo.

montuno

esta canção faz parte do cd cuba 21 – nueva música cubana (2004), que traz representantes da nova geração musical cubana. “montuno” é interpretada por telmary & william vivanco.

tu con tu ballet

a canção “tú con tu ballet” integra o cd negro de obsesión, do grupo de rap supercrónica obsesión, e versa sobre as relações raciais em cuba.

fonte: http://latitudeslatinas.com/radio/negra-tenia-que-ser/