Sobre o “plágio” de Alexandre de Moraes

Alexandre de Moraes é um dos juízes responsáveis (sim, há outro, que pode ser promovido também) por livrar as revelações feitas contra a Frozen brasileira de chegarem ao público, garantindo assim que ela possa trazer de volta os preciosos clubes de leitura (via reader’s digest version for first ladies) das primeiras-damas na prefeitura do Brasil. Dilma não mantinha e não podia ser primeira-dama. Atualmente o nome deste juiz está em todos os telefones celulares no Brasil, onde 99,99% das pessoas que estão o criticando hoje, o conheceram nas últimas semanas. Nem mesmo quando foi nomeado ministro da justiça (e cidadania), tal reconhecimento precoce – novamente, graças a internet, diria Facebook...

Destruição em Brasília

Desde o último (des)governo do PT, e diretamente do centro e de dentro do Palácio do Planalto, acolher vândalos é a ação padrão aos atos públicos de questionamento das falhas realizadas por quem está no poder. Cerca de 10 mil pessoas estiveram diante do Congresso Nacional [1] em Brasília para questionar na última quarta-feira (30 de novembro), quem e o que fazem no legislativo. Parte dessas pessoas até pretendiam promover alguma pressão popular para compreender como deputadas e deputados tratavam e votavam as dez medidas contra a corrupção, que ocorreria na câmara dos deputados. O alvo era o senado, que promoveria a primeira votação da PEC 55 (proposta de emenda...

Motoristas de UBER e de táxis em Lisboa

Em Portugal discute-se sobre a proibição e a regularização do UBER, devido as reclamações de motoristas de taxis, seguindo ordens explícitas de seus patrões. Foram 13 mil taxis em “paralização”, em uma “guerra” declarada ao UBER em 10 de outubro, por exemplo. Quando uns quantos cercaram o acesso principal ao aeroporto de Lisboa impedindo outros (raros) taxistas de lá chegar. Foi curioso que passados poucos minutos sem taxis em funcionamento os próprios usuários começam a sacar telefones celulares, e usando a rede wi-fi do aeroporto, iniciam chamadas por motoristas particulares via um aplicativo móvel. O aplicativo se chama UBER. Em conversa com alguns motoristas de UBER, fui informado que “o...

Sobre as eleições em FlorianóPSOLis

É de se pensar para as próximas eleições municipais em Florianópolis, se o pacto feito pelo PSOL a base de óleo de enxofre com o PV e com a Rede (que quase teve outras personagens de carácter ainda mais questionável, e que COM CERTEZA seriam protagonistas no spin-off chamado “segundo turno”…) valer(i)am o sacrifício de uma (pequena?) parte dos votos que estão no momento codificados com “brancos, nulos e abstenções” (fora todos aqueles outros (poucos) que estão alojados no partido do Zé Maria e sem norte desde o rompimento deste partido consigo mesmo meses atrás). Há gente ali que acredita em esquerda. E não é aquela esquerda com gosto de...

Da produção acadêmica e da academia de produção

Dando continuidade ao que eu e Carlitos já viemos postando aqui na IberoAmerica¹, eu gostava de problematizar mais um capítulo das limitações que a (i)lógica da produção acadêmica em ciências sociais vem produzindo. Notadamente no tocante a qualidade x quantidade de materiais em curso de produção. Por vezes acabo lendo teses antigas de antropologia, escritas duas, três ou quatro décadas atrás. Por vezes percebo que elas foram datilografadas. Aqui cabe lembrar que a extensão de páginas ou duração da pesquisa não diz muita coisa, mas a sua inexistência talvez possa dizer qualquer coisa. Algumas vezes estas teses são publicadas como livros. Normalmente estes livros tem dimensões ainda mais reduzidas quando...

Voltando

Meu último post neste blog foi em 25 de julho. Eu me preparava para escrever mais um post para dar continuidade a discussão sobre produção acadêmica que foi iniciada previamente. No entanto em 19 de agosto eu tive a notícia do assassinato de meu pai. Nas semanas seguintes eu tive o meu passaporte, e o meu visto cancelados, sendo urgente a recuperação de ambos, pois logo em setembro eu ainda viajaria para Portugal para iniciar estudos em um doutoramento em antropologia. Devido a concentração de esforços em fornecer informações à polícia, resolver questões envolvendo um velório e um inventário, além de tentar emitir em menos de 30 dias um novo...